Reencarnando RP: Devendo salários e outros direitos, Panta pode ver festa cancelada por não cumprir obrigações com o servidor

12:16 Manno Costa 0 Comments



Com salários atrasados e outros direitos suspensos ou negados pelo prefeito Emerson Panta (PSDB), servidores públicos de Santa Rita deverão ajuizar, na próxima semana, ação que pedindo a suspensão de um show agendado para 9 de março, dia da emancipação política do município.

De acordo com os servidores, uma comissão será formada por representantes de diversas categorias, e pedirá o cancelamento do evento com a retenção do dinheiro referente ao pagamento de Jonas Esticado e demais atrações para os pagamentos de salários atrasados, terço de férias, dentre outras reivindicações constantes na pauta.

Nesta sexta-feira (2), a promotora Anita Bethânia da Rocha recebeu parte dessa comissão e acenou com o acatamento da ação.

Um consulta será feita pela Promotoria do Patrimônio Público de Santa Rita junto à produção do cantor para confirmar a agenda com a data anunciada por Panta em evento realizado nesta quinta-feira, no Tibiri 2.

Após a confirmação da vinda da atração, a peça deve ser protocolada pelos servidores no Ministério Público para análise e despacho de Anita com o pedido ou não, junto à Justiça, do cancelamento da festa.

A comissão ainda afirma não ser contra os eventos festivos e que o prefeito pode realizar sua festa, desde que esteja com as obrigações em dia.

"Será um dos nossos argumentos na ação. O prefeito pode fazer a festa que ele quiser, desde que pague o que nos deve. Devendo a gente e gastar esse dinheiro todo com festa é injusto conosco e com as nossas famílias", afirmou, indignada, uma servidora.

RECORDAR É VIVER

Logrando êxito, os servidores marcarão mais um tento contra a administração pública de Santa Rita.

Em 2015, devendo salários e negando direitos básicos ao funcionalismo, o ex-prefeito Reginaldo Pereira teve um evento cancelado a pedido do Ministério Público e os mais de R$ 300 mil destinados ao show de Aviões do Forró bloqueados para o pagamento de salários e outros direitos dos servidores, à época.

Com práticas análogas às do seu colega de cadeira, Panta segue o mesmo estilo do eterno RP velho de guerra.

A prefeitura abarrotada de comissionados de fora da cidade, altos salários pagos a esses forasteiros, atitudes megalomaníacas com a construção de obras faraônicas que têm começo, mas nunca o fim, cultura do circo para encher a barriga, vazia de pão, e a imensa dificuldade de resolver os problemas mais simples da cidade, como os buracos nas ruas, a falta de médicos nos postos de saúde e do remédio na farmácia básica.

Se fosse combinado, não teria dado tão certo.

0 comentários: