Depois de tentar tomar o PSL de Santa Rita, Panta deve deixar o PSDB para as disputas de 2020; prefeito segue organizando grupo de candidatos para derrubar os atuais vereadores da cidade

06:01 Manno Costa 1 Comments


O áudio, captado com exclusividade para o blog, confirma a intenção do prefeito em deixar a sigla tucana dentro de pouco mais de um ano.

Após o quase desmonte do partido nestas eleições e a derrota de Cássio Cunha Lima, sua maior liderança, com a contribuição da fraca votação na terra dos canaviais, contraindo para si os altos índices de reprovação do governo Panta, é  o prefeito santarritense a primeira liderança do partido a anunciar sua saída como forma de buscar sua reeleição em 2020.

Antes de se filiar ao PSDB, Emerson foi filiado ao PSB de Ricardo Coutinho e candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por Adones Júnior, em 2012, na cidade de Santa Rita.

No áudio, gravado na reunião da última terça-feira (30), quando juntou um grupo de pretensos candidatos para formar uma ampla frente para derrotar os atuais vereadores da cidade, Panta deixa claro que quer, dali, formar até 4 partidos.

"Daqui, dá pra gente formar dois, três ou quatro partidos", disse.

Mais adiante, o prefeito revela que recebeu convites de outros partidos, explica que vai deixar o PSDB e que, diante das opções disponíveis que tem para escolher, segundo ele, partirá de uma decisão pessoal sua o destino que deverá tomar com a abertura da janela partidária que está previsto para fechar em abril de 2020.

"Esta não é uma reunião do meu partido, que hoje é o PSDB, mas que eu tenho aí um ano e alguns meses para decidir o meu posicionamento em relação ao partido. Eu já tive convites de outros partidos e é uma decisão que eu vou ter que tomar pessoal."

Nas últimas semanas, o prefeito canavieiro vem tentando tomar o diretório do PSL, mas tem sofrido forte resistência da militância bolsonarista na cidade. O intuito de Panta é surfar a onda de popularidade do presidente eleito, na tentativa de recuperar o prestígio perdido nestes 22 meses à frente da prefeitura, à custa da imagem do futuro mandatário do país.

Na reunião, Panta ainda deixa claro que trata-se da formação do grupo que vai apoiá-lo do próximo pleito e reclama das dificuldades que encontra para organizar um partido, principalmente em reta final do período de filiações.

O 'doutor' quer garantir que ninguém vai fugir dos partidos que ele vir montar até o final do prazo com os participantes do encontro, deixando claro que os atuais vereadores estão e estarão em segundo plano.

"O objetivo aqui é formar o grupo que vai me apoiar na campanha. O assunto hoje aqui é montar o grupo, que não é fácil, e essa tarefa também não é minha só, eu quero compartilhar com todo mundo aqui", afirma.

"(se refere a uma pessoa presente) o senhor sabe a dor de cabeça que é (montar um partido), principalmente na reta final. Um dia você tá com o partido certinho, todo redondinho, tudo bonitinho, todo mundo lá filiado, no outro dia parece que caiu uma bomba dentro e o povo vai tudo embora e você tá sem ninguém. Isso aconteceu e acontece", desabafa o prefeito.

"Vamos formar a maior bancada na Câmara Municipal", finalizou o Emerson Panta.

OUÇA O ÁUDIO, NA ÍNTEGRA:

Um comentário:

  1. O povo de Santa Rita não é tolos, não vamos deixar que ele novamente seja eleito pois muitos pais e mães de família foram exonerados sem receber o seu salário tenha vergonha prefeito pague aos fucionarios que traballharam o mês todo se a sua esposa não mereceu ter sida eleita os fucionarios públicos seja ele contratado ou efetivo não tem nada aver com isso.pensava seu prefeito que você não era assim mais estou vendo que igual aos outros cheio de maldade,caiu no meu conceito.

    ResponderExcluir