[Veja Também][6]

Paraíba
Santa Rita
banner image

TORNEIRAS VAZIAS EM SANTA RITA: Sim, só há um culpado pelo caos

 


O “negócio das Arábias”, “golpe” de mestre na Cagepa, sonhos de consumo de Emerson Panta, se tornou um verdadeiro pesadelo para o alcaide de Santa Rita. Dentro do tal risco calculado, o doutor não esperava um desgaste tão grande, causado pela caos, provocado pela petulância, soberba e pessoalidade da gestão que lidera desde 2017.


É claro e evidente que se faz extremamente necessário defendermos a modernização da Cagepa para uma eficiente prestação de serviços à população. Sim, a empresa foi quem abriu a brecha para o argumento proposto por Panta.


Sim, o caos que reina em Santa Rita só tem um culpado, e ele responde por Emerson Panta. É claro que a Cagepa cometeu suas faltas históricas, mas o que precisamos, em vez de demonizar a empresa, é defender a sua modernização para que preste um serviço de excelência à população, afinal, estamos falando de uma empresa que pertence ao povo paraibano, em vez de vender a troco de banana  um dos mais importantes mananciais hídricos do estado, maior lençol freático de águas minerais da Paraíba e que pertence ap povo de Santa Rita.


Na obscuridade com que foi  executado o processo, fica cada vez mais claro que, dentre todos os interesses postos à mesa, o único que não se faz presente é o da população santarritense.


São dias de angústia e privação, desde que, ocupando espaços caros da imprensa paraibana, Panta anunciara com toda pompa e circunstância, que o município havia tomado para si o abastecimento da água, sem mencionar que havia deixado fora do seu plano, o distrito de Várzea Nova, localidade onde fica a sua granja e a do pai, inclusive.


No alto da sua prepotência, o risco não calculado foi o tamanho do desgaste causado pela  incompetência da “afamada” ANE, que parece bêbada, anestesiada, em meio ao caos. A empresa virou fumaça dentro da profunda omissão e deixou a batata fervendo no colo de Panta.


O que se percebe são a clara falta de kmow how e evidente desconhecimento da realidade e do contexto da cidade. A ANE vai complicando cada vez mais a vida de Emerson, que deságua diretamente em Jane, bola de chumbo que o marido carrega rumo ao pleito de outubro e que vê cada vez mais complicada a sua situação perante o eleitorado local.


Do lado mais fraco da corda está a população, que foi às redes sociais e é quem dá o próprio testemunho do caos generalizado que o prefeito causou com a mudança brusca e repentina.


Os dividendos, o próprio prefeito já está colhendo e, pelo que se conhece do “homem de gelo”, vê-lo derreter como temos visto a olho nu, faz mais lógico do que nunca o ditado que diz que “olho grande vê visagem”. 


 E a miragem que Panta enxerga não é a de um oásis.


Crédito imagem: Reprodução/Facebook

Sobre Manno Costa

Jornalista e radialista. Editor executivo do portal News Paraíba, produtor e apresentador do programa News Paraíba, da Rádio 100.5 A FM líder. Cursou Comunicação Social na UFPB. Iniciou sua carreira profissional em 1999.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Digite e pressione Enter para pesquisar